Jogador de LoL é ameaçado ao sair da equipa!

Quanto mais tempo passa, o eSport cada vez mais é visto como uma verdadeira vertente desportiva. Com um crescimento tremendo dentro dos mais variados jogos, existem cada vez mais equipas que se dedicam profissionalmente à prática deste desporto. Porém, com as dimensões que este desporto está a tomar, chegam a acontecer casos insólitos dentro das equipas.
Este foi o caso de Marcin "Kori" Wolski, jogador profissional de League of Legends pela equipa "Meet Your Makers", que recebeu uma ameaça no momento em que tentou abandonar a equipa.
A sua antiga equipa, a "Supa Hot Crew", foi contratada no início de 2015 para representar a organização alemã na temporada deste ano do MOBA. Dado que ambas as equipas estão ligadas pela companhia AK3 GmbH, Kori tomou a decisão de abandonar a equipa, pois existiam alguns problemas de pagamentos desde a "Supa Hot Crew" e Kori temia que o mesmo se sucedesse na "Meet Your Makers".
Apesar de ter contrato, Kori estava no seu direito de rescindir o mesmo, porém, o que mais tornou este anúncio insólito, foi o facto de ter sido feito no dia anterior ao início da temporada oficial de LoL, o que abalou toda a equipa. O manager da equipa, Sebastian "Falli" Rotterdam, comentou que a equipa teria um prejuízo de mais de 50 mil dólares, graças ao anúncio de Kori, apurou o Daily Dot.
Porém, o pior de toda esta situação, foi o facto de Falli ter dito a Kori que a sua mãe iria perder a casa onde vive, visto que tinha sido ela a assina r o contrato com a equipa. Face a uma ameaça destas, o jogador entrou em contacto com a própria Riot Games, que começou a investigar o sucedido.
Depois disto, Falli entrou em contacto com o Daily Dotpara pedir desculpas pelo que se tinha sucedido. "Admito que cometi um enorme erro ao dizer isto. A situação era maluca. Um jogador a abandonar a equipa um dia antes da LCS começar é de loucos! Fiquei preocupado e admito que não deveria ter dito o que disse. Nunca tinha dito algo assim antes. Vou apresentar a minha demissão à MYM." comentou.
Entretanto, a MYM jogou as duas primeiras rondas da  temporada com o dinamarquês Marius "Blizzer300" Haesumgaard, enquanto que Kori viajava para a América do Norte para entrar numa nova equipa. Apesar da viagem, o jogador foi impedido de entrar na equipa "Roar", pois o seus contrato com MYM ainda se encontrava em vigor.
Impedido de entrar em qualquer equipa que seja até o contrato atual terminar, Kori voltou à Europa e decidiu voltar para a MYM, que atualmente está no último lugar da classificação europeia.

E vocês, o que acham desta notícia insólita?

O eSports cada vez mais é visto com seriedade, pois muito dinheiro gira em torno dele. Casos improváveis como este que se sucedeu com Kori podem tornar-se cada vez mais frequentes com o crescimento do desporto.
Apesar de todas as confusões geradas pela decisão do jogador, este decidiu voltar para a sua equipa, ainda sem motivos concretos que justifiquem a decisão. Resta saber se a volta do jogador à equipa irá fazer com que esta saia do último lugar da classificação.
Deixem as vossas opiniões em relação a este caso insólito nos comentários!

Fonte

Etiquetas: ,