Mike Donais dá dicas de Hearthstone

É muito comum os jogadores procurarem dicas para os seus jogos preferidos. Existem milhares de dicas na internet, que vão surgindo da cabeça dos jogadores, ou da experiência que vão adquirindo ao longo do jogo. Porém, é raro encontrar dicas "aprovadas" pelos desenvolvedores do jogo, mas hoje vamos dar-vos a conhecer algumas que foram dadas por um membro da equipa de Hearhstone!
Mike Donais é um designer sénior de Hearthstone, que conta com mais de 20 anos de experiência em jogos de cartas, tais como Magic: The Gathering e World of Warcraft TCG por exemplo. Este conceituado membro da equipa trouxe-nos algumas dicas importantes no momento de montar e jogar com um novo deck, o que vem mesmo a calhar, pois com Curse of Naxxramas cada vez mais temos de nos preocupar com a construção do deck.
Assim sendo, vamos então conhecer as dicas que Mike Donais tem para nós, jogadores de Hearthstone.

Construindo o deck

Foca-te num tema

O número de decks que os jogadores podem criar é praticamente infinito, portanto é melhor saberes com qual tipo de deck queres jogar antes de sequer o começares a montar. Se queres um deck agressivo e "rápido", deves focar-te nos lacaios com dano mais alto por exemplo. Lacaios com investida e feitiços que causam dano direto ao oponente são constituintes importantes deste tipo de decks.
Mas, se preferes controlar o jogo, mesmo que para isso tenhas de ter jogos mais longos, o melhor que tens a fazer é apostar em lacaios com provocar e com poderes de cura. Os lacaios com provocar forçam o oponente a atacá-los e, com cartas de cura, podes ir fortalecendo-os de modo a prolongar o jogo e ganhar vantagem sobre o adversário.
Podes ainda optar por um estilo mais teu, onde fazes combinações de várias cartas, em busca do teu próprio estilo de deck. Porém, deves sempre ter alguns lacaios fortes para tentares assegurar uma vitória.

5 a 10 cartas para o início do jogo é o ideal

Se ficares para trás no começo do jogo, dificilmente conseguirás ganhar vantagem sobre o teu adversário. Ele facilmente estará um passo à tua frente se não tiveres um bom início de jogo, por isso assegurá-lo é fundamental quando estiveres a construir o teu deck. Assim sendo, teres entre 5 a 10 cartas que custem 1 ou 2 de mana é o ideal. Deves dar preferência a lacaios ou feitiços que consigam eliminar os lacaios do teu adversário enquanto ainda são fracos, não deixando espaço para que ele faça algum tipo de combinação entre elas.

5 a 10 cartas para o final do jogo também são importantes

Seja qual for o tipo de deck que queres construir, qualquer um pode beneficiar de cartas para o final do jogo. Cartas com maior custo de mana são também importantes, visto que possuem mais dano e/ou vida.
Comprar cartas também pode ser útil para o final do jogo, mas lembra-te que um lacaio que precisa de duas cartas para ser morto é melhor que um lacaio que te possibilita comprar duas cartas, visto que se o teu oponente não tiver cartas para lidar com o teu lacaio, facilmente passas a ter vantagem no jogo.

Joga mais lacaios

Se jogares um lacaio e o teu adversário não tiver problemas em lidar com ele, o jogo mantém-se neutro. No entanto, se jogares um lacaio e o teu oponente não tiver como lidar com ele, então aí começas a ganhar vantagem. Quando ganhares vantagem, podes começar a delinear um estratégia para manteres o controlo e/ou começar a atacar o teu adversário diretamente. Desta forma, lacaios são mais importantes que feitiços que destroem lacaios.
Quando construírem um deck, tentem ter em torno de 20 lacaios. Mais tarde poderão alterá-lo e focarem-se mais em feitiços por exemplo.

Melhora o deck ao longo do tempo

Lembra-te que cada partida é uma lição. Estás a aprender, por isso vais perder e ganhar muitos combates. Não vale a pena modificar o deck após a primeira derrota. Ao fim de algum tempo vamos-nos habituando às nossas cartas e descobrimos quais funcionam bem com quais. Essa é uma parte importante da contrução do deck.
Por exemplo, se perderes com muitos decks rápidos, então vale a pena adaptares ao teu deck algumas cartas com provocar e lacaios que custem 1 ou 2 de mana. Ter muitas cartas raras pode ser um problema nesta situação, pois o combate pode não durar tempo suficiente para as colocares em prática.
Por outro lado, se ficares sem cartas antes de conseguires derrotar o teu adversário, deves adaptar ao teu deck mais algumas cartas para o final do jogo.
Ter paciência e estudar como se comporta o teu deck em combate é fundamental!

Jogando com o deck

Começa com lacaios baratos

Se não jogares nenhuma carta nos três primeiros turnos, muito provavelmente vais ficar para trás e perder o controlo do jogo, o que te levará a uma derrota. Certifica-te de que na tua mão inicial tens, pelo menos, uma carta que custe 2 de mana. Mesmo que para isso tenhas de abdicar de uma ótima carta de 4 mana.

Gasta toda a tua mana

Primeiro, deves considerar uma jogada que utiliza toda a tua mana disponível a cada turno e, depois deves compará-la com as outras opções que tens. Jogar lacaios grandes no início do jogo é uma ótima opção, visto que deixa o adversário na defensiva. Se tiveres a sorte de o teu adversário não conseguir lidar com estas tuas cartas, é certo que começarás a ganhar a vantagem do combate.
Ao fim de algum tempo, é também importante que comeces já a pensar no próximo turno, tentando prever as jogadas do adversário e delinear logo uma estratégia. Desta forma estarás sempre um passo à frente do teu adversário, podendo ter mais chances de sair com a vitória.

Pensar duas vezes antes de jogar

Por vezes, apenas vemos uma opção de jogada enquanto observámos o turno do adversário. Porém, pensar duas vezes antes de jogar é fundamental, pois nunca se sabe quando tens uma melhor opção de jogada que não te surgiu de imediato.

É sempre bom ter a mesa limpa

Sacrificar um dos teus lacaios por um lacaio inimigo é, quase sempre, uma boa opção. Se tiveres um lacaio 3/3 e o teu adversário também por exemplo, faz todo o sentido atacá-lo com o teu lacaio, visto que desta forma prevines que ele usa algum tipo de bónus que melhoraria o seu lacaio. Evitar surpresas é muito importante, mesmo que para isso tenhas de abdicar de um lacaio teu.

Não jogues demasiados lacaios

Por vezes, parece a melhor opção jogarmos todos os nossos lacaios e esperar pelo melhor. Mas, esta nem sempre é uma boa opção pois todos os personagens conseguem limpar a mesa de alguma forma. Ter alguns lacaios reservados na mão é sempre bom, para que o adversário não comece a ganhar vantagem sobre nós.

Comprar cartas é no final

Se tiveres a opção de comprar cartas ou jogar um lacaio, quase sempre é melhor jogar o lacaio primeiro. Comprar cartas não melhora em nada a mesa, fazendo com que o adversário tenha maior liberdade para jogar. Jogar lacaios é fundamental e comprar cartas é muito mais útil no final de jogo, quando podes estar mesmo a precisar de um lacaio.

O poder heróico

Se conseguires matar um lacaio do teu oponente com o teu poder heróico, terás uma boa vantagem, pois não perdeste cartas. No entanto, jogar lacaios dar-te-à uma maior presença na mesa, sendo que deves abdicar do poder heróico. Quando tens mais mana o poder heróico pode ser usado com mais frequência, sendo que deves pensar bem no que fazer.

Diversão acima de tudo

Nem os melhores jogadores ganham sempre. Relaxa, brinca com combinações de deck, aprende, mas acima de tudo diverte-te!

E vocês, o que acharam destas dicas?

Mike Donais deu dicas muito boas no que toca à construção de um novo deck e também no que toca a jogar com ele. Aproveitámos para enriquecer as suas dicas com dicas nossas também, trazendo-vos assim um artigo ainda mais completo.
Esperámos que tenham gostado e que estas dicas vos sejam úteis na próxima vez que decidirem montar um deck. Deixem nos comentários as vossas opiniões em relação à estas dicas e aproveitem também para dar algumas que não estejam aqui incluídas. Estamos sempre a aprender, e a zona dos comentários é uma ótima zona para partilhar conhecimentos!
Ficámos à espera das vossas dicas.

Fonte

Etiquetas: ,